fbpx

Empreendedorismo Pós-pandemia – O Que Muda nos Negócios Depois da Covid

empreendedorismo pós-pandemia - empreendedorismo depois da pandemia

O empreendedorismo pós-pandemia confirmará o digital como novo modelo de estudo e trabalho. O que mais mudará na forma de empreender depois da Covid?

Primeiramente, informo que me baseei, na produção deste conteúdo sobre empreendedorismo depois da pandemia, em conteúdo da McKinsey & Company, Winning the Recovery – O novo consumidor pós-covid, produzido por Fernanda Hoefel e Marcelo Tripoli. Ele antecipa como será empreender depois da Covid.

O estudo começa mostrando que, praticamente todas os setores, os resultados foram impactados fortemente pela crise da Covid-19, em percentuais que variam de -3% no setor de Tecnologia Médica a -40% para as companhias aéreas. Só escaparam empresas dos setores farmacêutico, alta tecnologia e de material hospitalar, mas nenhuma com crescimento acima de 3%.

Prefere ver este post em vídeo? Então, clique para assistir ao vídeo Empreendedorismo Pós-Covid.

A importância da resiliência no empreendedorismo pós-pandemia

Os números também mostram que as empresas resilientes geraram mais valor durante a crise que as 500 maiores empresas.

Eles denominam de resilientes as empresas que:

  • Preservam a liquidez e desaceleram o investimento em bens de capital,
  • Se transformam rapidamente,
  • Pensam em inovação e investimentos de longo prazo,
  • Planejam fusões e aquisições, e
  • São ágeis na tomada de decisão.

A McKinsey mostra que os resilientes resistiram porque, ainda durante a crise, pensaram nas ações dos 3 Rs:

  1. Responder (reação e continuidade da operação),
  2. Retornar (retomada ainda em mais alto nível) e
  3. Reimaginar o novo normal (rápida adaptação da estratégia e operação).

Esta crise é totalmente diferente das demais, e afetarão muito mais que o empreendedorismo depois da pandemia. Isso porque as preocupações de futuro próximo para as pessoas são, em ordem da importância, com:

  • Saúde e segurança própria e da família,
  • Economia e
  • Hábitos sociais.

Por isso, na fase de antecipação e reinvenção do novo normal, essas preocupações impactarão fortemente nos valores e na forma de empreender depois da Covid.

Valores e bases do empreendedorismo pós-pandemia

A parada, o isolamento e a necessidade de um proteger o outro concorre para que todos consigamos superar o momento, mas também mudam o pensamento de negócios. Isso, associado ao fato de a origem vir de insistentes desrespeitos aos planeta, expandiu a importância de 4 valores:

  • Prevenção e planejamento,
  • Conexões afetivas,
  • Consumo consciente, e
  • Planeta e sociedade em 1º lugar.

Com isso, o novo consumo terá como bases:

  • Digital onipresente (principalmente, e-commerce, maior investimento em mídia digital, experiência do usuário e métricas de tudo),
  • Consumo consciente,
  • Aumento da fidelidade com quem jogar certo, e da infidelidade com os que errarem,
  • Segurança,
  • Saúde e qualidade de vida,
  • A casa com papel de protagonismo: home office, e-commerce, delivery… Entretanto, entenda-se como casa, qualquer lugar onde você esteja, que tenha uma conexão e não seja, formalmente, um escritório,
  • Sustentabilidade, e
  • Propósito, entre outros valores.

As mudanças no empreendedorismo depois da covid privilegiarão o digital, ainda mais neste período, onde 85% das pessoas que experimentaram o digital durante a pandemia ficaram satisfeitos, e 75% destes pretendem continuar usando-o. Isso implica em menor desejo de ir a lojas físicas e maior de fazer compras online.

Os destaques do novo uso do digital foram, principalmente, o streaming online (lives e outras transmissões), as videochamadas e conferências, e o ensino a distância.

Estude as tendências

Fico feliz de, nas minhas aulas e conteúdos sobre empreendedorismo, ter sempre valorizado essas bases. Tenho conteúdos e ações antigos falando da importância delas.

Por exemplo, meu primeiro empreendimento no Brasil foi uma sociedade para a criação de um projeto de ensino a distância, ainda em 2004. Mais tarde, em 2008, com a Inovesys, montamos o ensino a distância da Vestcon, maior empresa brasileira de concursos à época, onde tivemos mais de 200 mil alunos. Montamos, igualmente, o comércio eletrônico, onde vendemos de dezenas de milhões em livros, cursos e apostilas, também em 2004. Em 2006, nos tornamos o canal de concursos do IG.

Todos os colaboradores de minha empresa sempre trabalharam de home-office, nossas reuniões sempre foram a distância e sempre estimulamos o empreendedorismo sustentável, e isso não começou na pandemia, mas há 20 anos.

Da mesma forma, em nossos cursos de empreendedorismo digital, sempre prestigiamos projetos sustentáveis, investindo mais tempo em planejamento e estruturação, e indicamos a definição da área de atuação de empreendedores com base no propósito.

A sustentabilidade apresentada no estudo refere-se mais à redução do impacto no meio ambiente, enquanto nossa pegada tende para a manutenção da relevância. O propósito que instruímos é o de reforçar a conexão afetiva com os consumidores, buscando, acima de tudo, agregar valor à vida das pessoas e aos negócios.

Somos também uma empresa de design, que sempre privilegiou a experiência do usuário.

Em resumo, isso mostra que as tendências já existiam, a pandemia apenas as reafirmou e agora, mais do que nunca, regrarão o empreendedorismo pós-pandemia.

O empreendedorismo pós-Covid

Quanto a empreender depois da covid, há fortes tendências ao faça você mesmo (DIY), principalmente no incremento das experiência gastronômicas, pessoais ou em família, além de ações como relaxamento, meditação e outras que afetem a qualidade de vida. O horizonte do empreendedor também abre espaço para o conforto, funcionalidade, cuidados pessoais e semelhantes.

Assim, quando você for definir sua proposta exclusiva de valor, o diferencial de seu empreendimento, considere o efeito que a pandemia terá na vida e nos negócios, porque:

O futuro do empreendedorismo pós-pandemia é digital, é informacional, informal e a distância.

Acompanhe a MarketingDigital.com.br e os excelentes conteúdos da McKinsey brasileira (www.mckinsey.com.br) e mundial (www.mckinsey.com).

Não compartilho o PDF, pois não sei se é material interno, se é público ou tem qualquer outra restrição, mas usei parte das informações para produzir este conteúdo. Não consegui o link da publicação, se alguém puder me informar, incluirei imediatamente no post.

Co-fundador da MarketingDigital.com.br, Alex Moraes é especialista em Marketing Digital. Após diversas conquistas na prestação de serviços na agência digital de seu irmão, o designer Anderson Moraes, mudou o foco da empresa, a Clicktime Marketing e Design, para a educação. A MarketingDigital.com.br é um hub de troca de informações, com muito conteúdo próprio e de parceiros, glossário, guia de prestadores de serviços (agências e profissionais), agenda de cursos e eventos e tudo mais que se refira a Marketing Digital.

103 artigos publicados