O que é Empreendedor?

empreendedor - empreendedora

Empreendedor é aquele que percebe uma oportunidade, idealiza um produto, planeja as ações e parte para criar um negócio próprio.

Termos
no idioma original

  • entrepreneur

Variações
do termo

  • empreendedora
  • empreendedores

Hoje, nem toda pessoa que parte para ter seu próprio negócio, é chamada de empreendedor, mas aquelas que empreendem de formas específicas.

São várias as características peculiares aos empreendedores, sendo as mais destacadas a originalidade e o caminho escolhido…

Empreendedor vem do francês entrepreneur, termo que foi incorporado pelo idioma inglês. Se pegarmos termos sinônimos e relacionados em português, temos:

  • ativo,
  • desembaraçado,
  • desenvolto,
  • despachado,
  • producente, entre outros.

Todas essas palavras denotam ação.

O empreendedor age de forma estratégica, para idealizar e implementar um negócio próprio e lucrativo.

Podemos dizer que há 2 motivos básicos para empreender: a vontade e a necessidade. Independentemente da motivação, o empreendedor tem tem uma justificativa a mais para fazer negócios, o propósito.

Existe, no empreendedorismo, um componente emocional diferente, uma vontade de fazer algo transformador, positivo, uma característica que é diretamente associada ao orgulho de chamar o empreendimento de “meu negócio”.

Como o Empreendedor é importante no Marketing Digital?

Termos
relacionados

Fase do Negócio
Digital

Empreendedor é uma preocupação devida de busca de:
  • Planejamento

Estratégias de Marketing Digital Associadas

Empreendedor está associado às seguintes estratégias:
  • Marketing Digital Básico

Seja para partir para criação de novos produtos, para idealizar soluções para antigas angústias da audiência ou a fim de oferecer informação e educação por meio de conteúdo e cursos, e empreendedorismo é o motor do marketing digital.

Todo negócio deve partir de planos de negócio e de marketing digital bem estruturados. Desse modo, pode-se ter uma ideia do caminho a ser trilhado.

Marketing Digital é tudo que você faz nos diversos canais de internet para alavancar um negócio, digital ou não. Assim, como hoje o digital faz parte de tudo, empreendedorismo e marketing digital sempre seguem juntos.

Se você tem dificuldade com marketing ou acha que é melhor separar a atividades-fim de atividades-meio considere que parte do sucesso de empreender é criar um ambiente agradável para desenvolver seu negócio.

Então, porque não chamar um amigo, um cônjuge ou um filho para entrar no negócio cuidando do marketing?

Nem tudo é empreender

Uma forma interessante de entender o que move o empreendedor é entender o que não é, necessariamente, empreender.

  • Abrir uma franquia não é empreender.

Os perfis de empresários e empreendedores não são iguais. Ser um franqueado de uma rede de lojas de brigadeiro é ser empresário, fazer brigadeiro em casa para vender é ser empreendedor. Ambos os negócios visam ao lucro, geram renda, mas a forma, a decisão de fazer e o caminho são diferentes.

Como disse, importantes diferenças estão na originalidade e no caminho. Quando você faz um brigadeiro em casa, você segue sua receita, pensa como vai apresentar o produto, decide onde serão seus principais pontos de venda e parte para a batalha.

O franqueado segue uma cartilha rígida de ações e formatos, sem muita flexibilidade para toques pessoais ou originais. Você pode até aprimorar processos, mas, se sair muito do roteiro, poderá ser chamado de volta ao script original.

Em resumo, o empreendedor procura desenvolver seu próprio modus operandi, ao passo que o empresário segue modelos testados, aprovados e menos flexíveis.

Empreender implica em dar o seu toque a uma ideia, mesmo que essa ideia não seja originalmente sua. A forma de se apresentar ao mercado é própria, intuitiva e, normalmente, pouco convencional.

O caminho do empreendedor é criado durante a caminhada.

  • Lançar uma startup não é obrigatoriamente empreender.

Os perfis de quem cria uma startup e do empreendedor também diferem.

Aqui, ainda mais romanticamente que o tópico anterior, a diferença maior fica no propósito. Startups nascem com o propósito de desaparecerem da sua vista. Você monta um negócio, até mesmo a partir de uma ideia ou formato original, mas a intenção é virar um unicórnio.

Na linguagem das startups, unicórnios são empresas com potencial de crescimento muito rápido e se tornam objeto de desejo para investidores e compradores. Estes injetam dinheiro para elas ultrapassarem o valor mínimo para os negócios ganharem cidadania unicorniana e, assim, serem vendidas com muito lucro. Não é o caso de todas, mas não estou sendo leviano de dizer que este é o objetivo da maioria delas.

Por outro lado, empreendedores não costumam pensar em criar algo para ser vendido ou receber sócios-investidores.

Como startup significa começar algo, é razoável chamar qualquer empreendimento em fase inicial de startup. Numa fase de insegurança, como o começo de um negócio, até como você chama seu negócio pode impactar na sua disposição de dar certo.

O objetivo de todo empreendedor também é ganhar dinheiro, mas ter como objetivo a venda do negócio não é comum. Isso porque empreendedorismo tem algo que o diferencia de outras formas de fazer negócios, o propósito.

Na cabeça do empreendedor há, mesmo que inconscientemente, um propósito, um desejo de mudança positiva, de agregar, de mudar vidas, tanto a própria como a dos outros (este último principalmente no caso dos empreendedores infoprodutores).

Startupeiros buscam nichos ou enfoques inexplorados, são disruptores, buscam resolver de modo inovador uma angústia do mercado e têm foco na estruturação e no crescimento rápido.

Em contrapartida, empreendedores costumam optar por empreender em áreas que lhes dê prazer, em paixões, habilidades ou hobbies.

Prestador de serviço com destaque

Há inúmeras fontes que ajudam com o empreendedorismo. No Brasil, um grande apoiador do empreendedor é o Sebrae.

Você deve buscar informação e educação em apoiadores e mentores que tenham conquistado sucesso empreendendo.

Saiba mais sobre a MarketingDigital.com.br

Se você chegou à MarketingDigital.com.br diretamente na definição de um termo em nosso Glossário de Marketing Digital saiba que, além disso, temos muito conteúdo original e de qualidade em nosso portal.

Em breve, a fim de prestarmos serviços ainda mais relevantes a você, teremos guias de serviços, profissionais e agências digitais; agendas de eventos, indicações de cursos, próprios e de terceiros, e muito mais.

Clique, a fim de conhecer todas as possibilidades do maior portal brasileiro de marketing digital.

Você presta serviços relacionados a este ou qualquer outro termo de nosso glossário?

Então, patrocine-o! Assim, você pode ter a sua marca associada a este termo, sempre que ele aparecer em um texto da MarketingDigital.com.br. Clique para saber mais.

 

O glossário de Marketing Digital, que apresenta a definição de empreendedor, é um serviço da Clicktime Marketing & Design.