fbpx

Velho para Trabalhar? Você Comprou Essa Ideia?

velho para trabalhar

Velho para trabalhar… Bem, talvez você considere que esteja, mas será que você não comprou a falsa ideia que o mercado vende, de que a idade diminui a chance de produzir com qualidade?

Será que não são as organizações que não estão preparadas para lidar com o envelhecimento da força produtiva? Elas têm que agir, porque, em 20 anos, 57% da força de trabalho terá mais de 45 anos…

Essa e outras realidades são analisadas pelo estudo Envelhecimento nas Organizações e a Gestão da Idade da Aging Free Fair e da Fundação Getúlio Vargas.

O estudo mostra as percepções de gestores de Recursos Humanos com relação aos profissionais de + de 50 anos e as práticas de gestão de idade adotadas pelas empresas, principalmente uma prática condescendente como justificativa de velho para trabalhar. Leia, pois vale a pena.

Cadastre-se para receber informações de publicações sobre empreendedorismo na maturidade.

empreendedor maduro
Informe-se de novas turmas

 /  / 

Não tratarei de todos os assuntos desse estudo, que é muito aprofundado, então deixe-me apresentar alguns números para embasar meu posicionamento. Já falei que em 2040, 57% dos trabalhadores terão mais de 45 anos. Saiba, também, que se hoje, 1 em cada 10 brasileiros tem 60 anos ou mais, em 2060 este número será quase três vezes maior, isto é, de 1 em cada 3 brasileiros. Será que nessa proporção as empresas insistirão no discurso do velho para trabalhar?

Quer acessar o conteúdo em vídeo?

Os números da pesquisa

A pesquisa mostra a nota que os recrutadores dão aos profissionais com mais de 50 anos para uma série de fatores. Veja as notas dos fatores positivos, em azul e negativos, em vermelho:

  • Fidelidade à empresa 9,5
  • Comprometimento 8,9
  • Equilíbrio emocional 8,8
  • Criatividade 3,1
  • Adaptação às novas tecnologias 3,1
  • Custos de plano de saúde/odontológico 3

A avaliação média é positiva (6,6) quanto aos profissionais com mais de 50 anos, mas a única ação prática que as empresas se disporiam a implementar seria chamar profissionais, depois da aposentadoria, para prestarem serviços de maneira flexível para a empresa.

As empresas é que não estão prontas, não é você que está velho para trabalhar

Como vemos, não é você que está velho para trabalhar, mas as empresas é que não sabem lidar com o envelhecimento da força de trabalho.

A conclusão é que a dificuldade de lidar com novas tecnologias seria o maior impeditivo. Isso justificaria a baixa percepção em termos de criatividade e da expectativa de uma eventual dificuldade do reconhecimento da liderança de profissionais mais novos.

Mostrei tudo isso a fim de chegarmos ao número que, para mim, é o principal do estudo. Na seleção para uma vaga, em igualdade de condições, a empresa daria preferência ao profissional mais novo em 89% dos casos. Isso mesmo, apenas 11% das empresas disseram que dariam a vaga ao profissional maduro, apesar de 69% acreditarem que os mais velhos têm maior capacidade de solução de problemas, se comparados aos mais jovens.

Com tudo digital, controlado por tecnologias mais recentes, a importância de adaptação às novas tecnologias se mostra maior que a efetiva capacidade de resolver problemas. Então, para justificar essa opção criou-se a lenda do velho para trabalhar.

Assim, maduro(a), no curto ou médio prazos, conseguir um emprego, após os 50, que já é um desafio, será perto de impossível. A realidade é o que é, não necessariamente o que gostaríamos que fosse.

Entretanto, há uma alternativa que pode fazer você continuar trabalhando, mas não para os outros. Eu tenho uma proposta para você usar sua experiência de uma forma inovadora, e de usar seu conhecimento como combustível para você se reinventar, trabalhar e ganhar dinheiro.

Clique no link abaixo e saiba como empreender na maturidade!

Co-fundador da MarketingDigital.com.br, Alex Moraes é especialista em Marketing Digital. Após diversas conquistas na prestação de serviços na agência digital de seu irmão, o designer Anderson Moraes, mudou o foco da empresa, a Clicktime Marketing e Design, para a educação. A MarketingDigital.com.br é um hub de troca de informações, com muito conteúdo próprio e de parceiros, glossário, guia de prestadores de serviços (agências e profissionais), agenda de cursos e eventos e tudo mais que se refira a Marketing Digital.

103 artigos publicados